Página Principal Página Principal
 



GLOSSÁRIO
GLOSSÁRIO DE TELECOMUNICAÇÕES

 

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z


ADSL

Asymmetric Digital Subscriber Line - Tecnologia de transmissão assimétrica mais vulgarizada da família xDSL. Uma ligação ADSL proporciona um canal downstream de alto débito (1,5 a 9 Mbits/s), um canal upstream de débito inferior (16 a 640Kbits/s), para além do serviço telefónico normal na gama de baixas frequências.

ATM

Asynchronous Transfer Mode - Protocolo de comunicações, que permite o funcionamento assíncrono dos relógios de envio e recepção, e cuja tecnologia permite o transporte de diversos tipos de informação (dados, voz e vídeo) numa infra-estrutura de rede única, tendo sido escolhido para suporte da RDIS de Banda Larga. ATM (Automatic Teller Machines) é também a sigla que designa as máquinas da rede multibanco.

ACESSO BÁSICO

Acesso à RDIS com dois canais de dados a 64 Kbits/s e um a 16 Kbits/s para sinalização.

ACESSO DEDICADO

Também designado por linha dedicada, ou circuito dedicado, é utilizado para transmissão de dados em geral, caracterizando-se pela ligação permanente entre dois pontos, podendo ser analógico ou digital. Normalmente é utilizado por empresas de grandes dimensões com necessidade de movimentar elevada quantidade de informação/dados.

ACESSO PRIMÁRIO

Acesso à RDIS em que são disponibilizados 30 canais a 64 Kbit/s para voz ou dados e um a 64 Kbps para sinalização, proporcionando um débito global de 2 Mbit/s.

ANTENA

Condutor, conjunto de condutores ou de outros dispositivos que possibilitam a recepção e emissão de ondas electromagnéticas, do e para o espaço.

voltar ao topo

BRI

Basic Rate Interface - Designação inglesa para interface de acesso básico à rede RDIS.

BANDA ESTREITA

Narrowband - Conceito associado a serviços ou ligações com largura de banda limitada, característica de determinados sistemas de telecomunicações, tais como redes telefónicas comutadas, que apenas possibilitam a transmissão de pequenas quantidades de informação (serviço de telefone, fax, dados de baixa velocidade, entre outros). Contrasta com banda larga que permite transmitir uma quantidade considerável de informação.

BANDA LARGA

Broadband - Conceito associado a serviços ou ligações que permitem veicular, a grande velocidade, quantidades consideráveis de informação, como por exemplo, imagens televisivas. Aplica-se a larguras de banda superiores a 2 Mbit/s, embora por vezes também se utilize para valores ligeiramente inferiores (o que em inglês se designa, geralmente, por wideband).

BITS/S

bps - Unidade de medida da velocidade de transmissão binária. É usual a utilização de múltiplos, tais como KBits/s e MBits/s.

BROWSER

Programa de software, instalado em computadores pessoais, usado para consultar, procurar e visualizar informações em sites ligados à Internet.

BYTE

BinarY Term - Conjunto de "bits" que representam um único caracter. Cada byte possui oito bits, podendo também designar-se octeto.

voltar ao topo

CABO

Conjunto de condutores isolados, cobertos por uma camada protectora.

CABO DE ENTRADA

Cabo que prolonga a rede de distribuição pública até à rede de cabos do edifício (este cabo é ligado ao primário ou entrada do repartidor geral de edifício ou bloco privativo de assinante). Quando o ponto de distribuição estiver situado no interior do edifício, o cabo de entrada é parte integrante da rede de distribuição pública. Quando o ponto de distribuição estiver situado no exterior do edifício, o cabo de entrada é parte integrante da rede intermédia.

CARREGAR

Upload - Enviar dados (por exemplo, um ficheiro de texto ou um programa) do próprio computador para outro computador, geralmente da estação cliente para o servidor. O oposto é descarregar (download).

CENTRAL TELEFÓNICA

No sentido mais comum designa um equipamento de comutação que permite suportar a prestação de serviço telefónico.

CERTIFICADO DE CONFORMIDADE

Documento que certifica a concordância de um produto ou serviço com normas ou outras especificações técnicas aplicáveis.

COMPRESSÃO

Processo de redução do espaço ocupado por uma determinada quantidade de informação a transmitir ou armazenar, através, por exemplo, de supressão de redundâncias

COMUNICAÇÃO

Ligação através de um canal de transmissão entre dois ou mais intervenientes, que possibilita a emissão/recepção de informação, de acordo com uma série de regras predefinidas e do conhecimento das entidades envolvidas. A comunicação pode ser unidireccional ou bidireccional, consoante se processa apenas num ou em ambos os sentidos.

COMUNICAÇÃO SEM FIOS

Transmissão de um sinal por propagação no espaço, em frequências radioeléctricas ou microondas, sem recurso a uma ligação por cabo.

CONCENTRADOR

Equipamento a que se ligam diversos telefones, através dos respectivos pares de assinante, por forma a efectuar a sua ligação a uma central de comutação, recorrendo a um menor número de circuitos (concentrando vários pares de assinante num menor número de circuitos).

CONGESTÃO

Situação de impedimento de estabelecimento de uma ligação através de um troço ou rede de telecomunicações, em virtude de inacessibilidade a um ou vários recursos, que estariam disponíveis em condições normais. Pode surgir devido, por exemplo, a excesso de informação em trânsito na rede.

voltar ao topo

DNS

Domain Name System - Sistema que efectua a correspondência entre nomes de computadores e endereços IP, inteligíveis para os equipamentos informáticos ligados em rede na Internet.

DSL

Digital Subscriber Line - Designação do conjunto de tecnologias de linha digital de assinante, genericamente denominadas DSL, ou xDSL, capazes de transformar linhas de cobre (por exemplo, das linhas telefónicas vulgares) em linhas digitais de alta velocidade, passíveis de suportar serviços avançados de maior largura de banda, como acesso rápido à Internet e vídeo-on-demand. ADSL (Asymmetric DSL), HDSL (High data rate DSL) e VDSL (Very high data rate asymmetric DSL) são algumas das suas variantes.

DESCARREGAR

Download - Receber no próprio computador dados (por exemplo, um ficheiro com uma imagem ou um programa) de outro computador, geralmente de um servidor. É usual designar assim o processo de recepção no computador de informação recolhida em sites da Internet. O oposto é "carregar" (upload).

DOMÍNIO

Domain - Rede ou parte de rede informática em que todos os computadores são controlados por uma mesma máquina. Por conseguinte, é a parte final dos endereços de sítios na Internet, que identifica uma determinada característica dos mesmos. Por exemplo, no endereço do sítio da ANACOM (www.anacom.pt) o domínio é "pt" e identifica este como sendo um endereço pertencente ao domínio de endereços portugueses. O domínio "com", por exemplo, já pode surgir em qualquer país e identifica os endereços de sítios com fins comerciais.

voltar ao topo

ETSI

Instituto Europeu de Normas de Telecomunicações.

ENDEREÇO IP

Número de 32 bits (4 bytes), que permite identificar todos os equipamentos ligados à Internet. Geralmente vê-se escrito em 4 números decimais, separados por pontos. Cada número decimal (entre 0 e 255) corresponde a 8 bits.

ENDEREÇO DE CORREIO ELECTRÓNICO

Identificador de determinado utilizador da Internet para efeitos de troca de correio electrónico. É composto por um ou mais nomes, separados por pontos, seguidos do símbolo "@", a que se segue o endereço do servidor a que se encontra ligado para esse efeito.

EQUIPAMENTO DO CONSUMIDOR

Aparelho do cliente (em inglês CPE - Customer Premises Equipment), que está nas suas instalações/residência, não fazendo parte da rede pública de telecomunicações a que está directa ou indirectamente ligado.

ETHERNET

Tipo de rede local (LAN). Também designa o tipo de cabo e modo de acesso.

EXTRANET

Área de uma Intranet que está disponível para acesso externo mediante autenticação de entrada.

voltar ao topo

FAQ

Frequently Asked Questions - Perguntas mais frequentemente colocadas pelos utilizadores, sobre determinado domínio, e que, muitas vezes, são resumidas e disponibilizadas em conjunto com as respostas nos sítios da Internet que versam a respectiva matéria.

FTP

File Transfer Protocol - Protocolo de transferência de ficheiros entre computadores em redes TCP/IP.

FILTRO

Equipamento que possibilita a transmissão de determinadas frequências eliminado ou atenuando outras.

FIREWALL

Dispositivo baseado em software utilizado em redes de dados que protege uma determinada parte da rede do acesso externo de utilizadores não autorizados. Um firewall pode ser usado, por exemplo, para proteger uma rede local ligada à Internet, de potenciais utilizadores não autorizados, que pudessem tentar aceder aos recursos internos da rede local por via da sua ligação à Internet.

FRAME RELAY

Protocolo de comunicações baseado em comutação de pacotes, que fornece um mecanismo de sinalização e transferência de dados entre extremidades de uma rede. Os blocos de informação (frames) são encaminhadas pela rede em circuitos virtuais permanentes, segundo a informação de endereçamento incorporada nos mesmos. Vocacionado para a interligação de redes locais (LANs) e o acesso a sistemas centrais a velocidades de transmissão superiores às de X.25 e redes digitais (de 64Kbits/s até 2Mbits/s).

FREEWARE

Softwaregrátis para os utilizadores e disponível em vários sítios da Internet.

voltar ao topo

GATEWAY

Interface utilizado em comunicações de dados entre redes diferentes, que possibilita a adaptação dos sinais e mensagens de uma rede aos protocolos e convenções de outras redes ou outros serviços, por forma a poder estabelecer-se uma comunicação inteligível.

GBIT/s - GIGABITS/s

Unidade de medida de velocidade de transmissão da informação digital (230 bits por segundo).

GBYTES - GIGABYTES

Unidade de medida de quantidade de informação digital (1 Gbytes = 1,024 megabytes = 230 bytes).

voltar ao topo

HDSL

High-bit data rate Digital Subscriber Line - Tecnologia de linha digital de assinante da família DSL.

HTML

Hyper-Text Mark-up Language - Linguagem de programação utilizada para conceber e apresentar sites na World Wide Web sob a forma de hipertexto. É a linguagem usada pelos programadores para desenhar páginas na World Wide Web.

HTTP

Hyper-Text Transport Protocol - Protocolo de rede utilizado para movimentar ficheiros de hipertexto na World Wide Web.

HARDWARE

Conjunto de componentes físicos (electrónicos, magnéticos e mecânicos) de um sistema, tal como um computador.

HIPERTEXTO

Texto que, nos documentos em formato electrónico, permite remeter para outros documentos, através de ligações dinâmicas (links). Para o efeito basta ao utilizador pressionar o botão do rato na palavra ou conjunto de palavras em destaque (por exemplo, sublinhado e em letra azul).

HOST

Computador do fornecedor de acesso à Internet. Pode aceder-se-lhe através de um terminal, se se estiver ligado em rede numa instituição com computador central ligado directamente à Internet, ou pode, por exemplo, efectuar-se marcação através de um modem para ligar ao host do fornecedor de acesso à Internet.

voltar ao topo

IEEE

Institute of Electrical and Electronic Engineers.

IP - INTERNET PROTOCOL

Protocolo de comutação de pacotes de dados utilizado para encaminhar e transportar informação na Internet.

ISDN

Integrated Services Digital Network - Designação inglesa para RDIS.

ISO

Organização Internacional de Normalização.

ISP

Internet Service Provider - Fornecedor de serviços que faculta o acesso a serviços de Internet gratuitamente ou mediante pagamento.

ITU

International Telecommunications Union - União Internacional das Telecomunicações (UIT).

INTERFACE

Ponto em que dois sistemas de características diferentes se interligam, sendo a informação a transmitir convertida de acordo com um conjunto de pressupostos e de regras conhecido de ambos. Também designa o conjunto de regras e pressupostos em si.

INTERFERÊNCIA

Consequência provocada, por sinais eléctricos indesejados ou ruídos, na recepção de sistemas de radiocomunicações, que se revela pela degradação da qualidade de transmissão ou perturbação da informação enviada.

INTERLIGAÇÃO

Ligação física e lógica das redes de telecomunicações utilizadas por um mesmo ou diferentes operadores por forma a permitir o acesso e as comunicações entre os diferentes utilizadores dos serviços prestados.

INTERNET

Conjunto de redes de computadores interligadas em TCP/IP dispersas por todo o mundo, que liga utilizadores a empresas, instituições da administração pública, universidades e outros indivíduos, onde estão disponíveis servidores de informação e serviços (www, correio electrónico, etc) e a que se pode aceder com um computador e um modem, através de um fornecedor de serviços.

INTRANET

Rede de dados interna (por exemplo, de uma empresa), que liga vários sítios mediante protocolos normalizados de Internet. Se ligada à Internet, uma Intranet encontra-se protegida de utilizadores externos não autorizados, através de dispositivos de segurança (por exemplo, Firewall).

voltar ao topo

KBIT/s - KILOBITS/s

Milhares de bits por segundo. Unidade de medida de velocidade de transmissão da informação digital.

KBYTES - KILOBYTES

Milhares de bytes. Unidade de medida de quantidade de informação digital.

voltar ao topo

LAN

Local Area Network - Rede local de comunicações de dados em ambiente circunscrito, que não ocupa a via pública, e que permite a interligação e intercomunicação de um grupo de computadores, para partilha de recursos e troca de informações (por exemplo, correio electrónico).

LACETE LOCAL

Circuito físico em pares de condutores metálicos entrançados que liga o ponto terminal da rede nas instalações do assinante ao repartidor principal ou a uma instalação equivalente da rede telefónica pública fixa.

LARGURA DE BANDA

Característica física de um sistema de telecomunicações que indica a velocidade a que a informação pode ser transferida. Em sistemas analógicos, mede-se em ciclos por segundo (Hertz) e em sistemas digitais em bits por segundo (Bits/s).

LIGAÇÃO ASCENDENTE

Upstream - Ligação para transporte de informação do utilizador para a rede. Também pode significar o transporte do sinal eléctrico de uma estação terrestre para um satélite.

LIGAÇÃO DESCENDENTE

Downstream - Ligação para transporte de informação da rede para o utilizador. Também pode significar o transporte do sinal eléctrico de um satélite para uma estação terrestre.

LINHA

Fio ou conjunto de fios usado para transmitir sinais eléctricos. As linhas podem considerar-se unidireccionais ou bidireccionais, consoante o tráfego se pode processar apenas num ou em ambos os sentidos.

LINHA DE COBRE (OU METÁLICA)

Principal meio de transmissão em redes telefónicas para ligar telefones ou outros aparelhos dos clientes aos comutadores do operador. As linhas de cobre dispõem de relativamente pouca largura de banda e, como tal, têm capacidade limitada de transportar serviços de banda larga, tais como vídeo, excepto quando combinadas com uma tecnologia activadora, como por exemplo o ADSL.

LINHA DE REDE

Circuito eléctrico que estabelece a ligação directa de um equipamento terminal de telecomunicações com o correspondente equipamento da central pública.

LINHA DEDICADA

Circuito ou canal de comunicação fornecido para uso exclusivo de um determinado assinante. Usam-se linhas dedicadas para interligar computadores quando é necessário movimentar grandes quantidades de dados entre pontos.

LOGON / LOGIN

Termo utilizado no processo de iniciação de uma sessão num computador central.

voltar ao topo

MBIT/s - MEGABITS/s

Milhões de bits por segundo. Unidade de medida de velocidade de transmissão da informação digital.

MODEM

Modulator / DEModulator - Equipamento que basicamente efectua a modulação e a desmodulação de sinais digitais. Na modulação modifica o sinal a enviar, por forma a poder ser transmitido no meio desejado. Na desmodulação reconstitui o sinal recebido, de modo a poder ser perceptível para o utilizador. É muito utilizado em particular na conversão dos sinais digitais dos computadores em sinais analógicos e vice-versa, por forma a poderem ser enviados e recebidos dados (por exemplo em ligações à Internet) através das linhas telefónicas analógicas.

MAINFRAME

Computador principal central de um sistema, com grande capacidade de armazenamento e elevada velocidade de processamento. Os terminais são ligados a esta máquina.

MBYTES - MEGABYTES

Milhões de bytes. Unidade de medida de quantidade de informação digital.

voltar ao topo

NEWSGROUPS

Centros de troca de informações e discussão na Internet.

NOME DE UTILIZADOR

User Name - Nome abreviado (sem espaços) específico de um utilizador no sistema de um determinado prestador de serviço de acesso à Internet. Pode ser atribuído ou escolhido pelo utilizador. O nome de utilizador, ou ID, seguido do endereço do site, onde está registado o utilizador, torna-se no seu endereço de correio electrónico.

NOMES DE DOMÍNIO

Domain Name - Nome que identifica univocamente um sítio na Internet. Compõe-se de duas ou mais partes separadas por pontos. A última parte, a mais geral, é o domínio (por exemplo, "pt" para Portugal). A primeira parte identifica a entidade em si (por exemplo, "anacom" para a Autoridade Nacional de Comunicações). O nome domínio da ANACOM é, por conseguinte, "anacom.pt". O seu endereço na World Wide Web é www.anacom.pt .

Ponto de uma rede informática, onde se ligam vários troços ou equipamentos.

NOMES DE DOMÍNIO

Domain Name - Nome que identifica univocamente um sítio na Internet. Compõe-se de duas ou mais partes separadas por pontos. A última parte, a mais geral, é o domínio (por exemplo, "pt" para Portugal). A primeira parte identifica a entidade em si (por exemplo, "anacom" para a Autoridade Nacional de Comunicações). O nome domínio da ANACOM é, por conseguinte, "anacom.pt". O seu endereço na World Wide Web é www.anacom.pt .

voltar ao topo

OFF-LINE

Expressão inglesa, aplicada a um sistema que armazena as informações para tratamento posterior, ao invés de as processar à medida que as recebe.

ON-LINE

Expressão inglesa, aplicada à situação em que um cliente está directamente ligado através de uma rede de distribuição a um servidor, permitindo-lhe interagir com o mesmo em qualquer momento, sendo a informação introduzida processada de imediato.

voltar ao topo

PPP

Point-to-Point Protocol - Protocolo que possibilita a um computador a utilização de uma linha telefónica e de um modem usando TCP/IP.

PRI

Primary Rate Interface - Designação inglesa para interface de acesso primário à rede RDIS.

PACOTE

Conjunto finito de bits passível de ser transmitido por uma rede de comunicações de comutação por pacotes. Consiste numa sequência de dígitos binários, de acordo com um formato específico, que inclui os dados a transmitir e também os relativos à sinalização da ligação.

PASSWORD

Termo inglês, de utilização generalizada na língua portuguesa, que significa "senha" de acesso a determinada funcionalidade ou facilidade, e que é utilizada, em informática, para permitir o acesso apenas a utilizadores autorizados. Geralmente é constituída por um conjunto de caracteres. Na prática, em termos funcionais é equivalente a uma chave física.

PORTA

Port - Interface física de entrada/saída de um equipamento informático.

PORTAL

Tipo de sítio na internet. Funciona como uma porta de entrada para outros sítios, disponibilizando serviços vários e um mecanismo de pesquisa.Constituem boas opções para informação diversa, jogos, compras, além de facultarem a navegação para outros endereços através, nomeadamente, dos directórios disponíveis.

PROTOCOLO

Conjunto de regras que define a forma como dois sistemas comunicam entre si.

PROXY

Aplicação intermediária entre computadores, que possibilita a comunicação entre aplicações para computadores não directamente ligados. A integração de uma cache num proxy permite aumentar a velocidade de transferência, no caso de acesso subsequentes à mesma informação, após uma primeira consulta.

voltar ao topo

QUALIDADE DE SERVIÇO - QoS

Quality of Service - Designação utilizada para um conjunto de parâmetros que caracterizam o desempenho, por exemplo, de um circuito, de uma rede ou de um serviço.

voltar ao topo

RDIS - REDE DIGITAL COM INTEGRAÇÃO DE SERVIÇOS

Conjunto de infra-estruturas de telecomunicações que possibilitam a oferta de ligações digitais entre pontos terminais, para suporte de uma gama variada de serviços de telecomunicações, tais como telefone e vídeo conferência. O acesso a esta rede pode efectuar-se mediante acesso básico ou primário, a que correspondem velocidades de 128 Kbit/s e 2 Mbit/s, respectivamente, e excluindo a sinalização.

REDE

Conjunto de equipamentos interligados entre si por canais de transmissão, por forma a poderem estabelecer-se comunicações entre eles.

REDE DE BANDA LARGA

Designação geralmente atribuída a redes que possibilitam a transmissão de grandes quantidades de informação, relativa a sinais de voz, dados e vídeo, a velocidades elevadas.

REDE LOCAL (LAN)

Rede de comunicações de dados em ambiente circunscrito, que não ocupa a via pública, e que permite a interligação e intercomunicação de um grupo de computadores, para partilha de recursos e troca de informações (por exemplo, correio electrónico).

REDE PRIVADA VIRTUAL (VPN)

Rede usada por uma empresa ou grupo privado para efectuar ligações entre sítios, para comunicações de voz ou dados, como se se tratassem de linhas dedicadas entre tais sítios. O equipamento usado fica nas instalações do operador de telecomunicações públicas e faz parte integrante da rede pública, mas tem o software disposto em partições para permitir uma rede privada genuína.

REDUNDÂNCIA

Informação em excesso que pode ser eliminada sem deturpar a informação principal a transmitir, como forma de economizar recursos de transmissão. Pode também designar uma ligação que apresenta mais do que uma alternativa de trajecto para se estabelecer.

REPETIDOR

Dispositivo utilizado para refortalecer o nível de um sinal a ser transmitido, que sofreu atenuação devido à distância já percorrida.

ROUTER

Equipamento responsável pelo encaminhamento dos pacotes de informação da sua origem ao seu destino, numa rede de comutação por pacotes. Uma parte das ligações entre troços da rede Internet é efectuada com equipamentos deste tipo.

RUÍDO

Interferência introduzida em sinais a serem transmitidos que degrada a qualidade dos mesmos.

voltar ao topo

SDSL

Symmetrical Digital Subscriber Line - Tecnologia de transmissão (que integra a família xDSL) simétrica de elevada largura de banda, que possibilita a utilização de linhas de cobre, por exemplo da rede telefónica, também para transmissão de dados a velocidades elevadas. Uma ligação SDSL proporciona um canal downstream e upstream a 768Kbit/s, para além do serviço telefónico normal na gama de baixas frequências.

SMTP

Simple Mail Transfer Protocol - Protocolo de suporte aos serviços de correio electrónico em redes TCP/IP, tal como a Internet.

SERVIDOR

Equipamento que proporciona um serviço de partilha numa rede informática. Pode armazenar por exemplo toda a correspondência electrónica relativa a um determinado grupo de utilizadores.

SISTEMA OPERATIVO

Programa principal residente num computador, que assegura a troca de informação, basicamente, entre a memória, ecrã, disco, teclado e processador de um computador.

voltar ao topo

TCP

Transmission Control Protocol - Protocolo de transporte do nível 4 (OSI), vocacionado para interligação de redes baseadas em IP, sendo encarregue da multiplexagem das sessões, recuperação de erros, entre outras funções.

TCP/IP

Transmission Control Protocol / Internet Protocol - Conjunto de protocolos principais da Internet, nos níveis OSI 4 e 3, respectivamente. Integram aplicações como o FTP e o SMTP, entre outras.

TARIFA PLANA

Flat Rate - Método de preços em que se cobra uma taxa fixa por determinado serviço, independentemente do volume de utilização.

TOPOLOGIA DE REDE

Descrição da configuração física e forma de estruturação de uma rede, tais como anel, estrela, árvore e outras.

voltar ao topo

URL

Uniform Resource Locator ou Universal Resource Locator - Forma normalizada de indicar o endereço de qualquer recurso presente na Internet e parte da World Wide Web. Por exemplo o URL da página principal da ANACOM na Internet é http://www.anacom.pt.

voltar ao topo

VDSL

Very high bitrate asymmetric Digital Subscriber Line - Tecnologia de transmissão (que integra a família xDSL) assimétrica de elevada largura de banda, que possibilita a utilização de linhas de cobre, por exemplo da rede telefónica, também para transmissão de dados a velocidades elevadas. Uma ligação VDSL proporciona um canal downstream de alto débito (45 Mbits/s), um canal upstream de débito inferior (1,5 Mbits/s), para além do serviço telefónico normal na gama de baixas frequências.

VLAN

Virtual LAN - Rede local virtual, em que apesar de fisicamente independentes os utilizadores se encontram ligados como se de uma rede local se tratasse.

VPN

Virtual Private Network - Rede privada virtual usada por uma empresa ou grupo privado para efectuar ligações entre sítios, para comunicações de voz ou dados, como se se tratassem de linhas dedicadas entre tais locais. O equipamento usado fica nas instalações do operador de telecomunicações públicas e faz parte integrante da rede pública, mas tem o software disposto em partições para permitir uma rede privada genuína.

voltar ao topo

WAN

Wide Area Network - Rede de comunicações alargada que permite a interligação e intercomunicação de um grupo de computadores numa área alargada, nomeadamente internacional.

WWW

World Wide Web - A WWW consiste em software cliente/servidor. A WWW utiliza o HTTP para trocar documentos e imagens. É através da WWW que se acede a grande parte da informação disponível na comunidade da Internet.

voltar ao topo

X.25

Protocolo de comunicações baseado em comutação por pacotes, que fornece acesso a uma rede pública comutada X.25 em que o circuito de acesso é uma ligação permanente ou contínua à rede, a partir das instalações do cliente. Vocacionado para baixas de velocidades de transmissão e, muitas vezes, suportadas em circuitos analógicos (até 64Kbits/s).

xDSL

x Digital Subscriber Line - Conjunto de tecnologias de linha digital de assinante, genericamente denominadas DSL, capazes de transformar linhas de cobre (por exemplo, das linhas telefónicas vulgares) em linhas digitais de alta velocidade, passíveis de suportar serviços avançados de maior largura de banda, como acesso rápido à Internet e vídeo-on-demand. ADSL (Asymmetric DSL), HDSL (High data rate DSL) e VDSL (Very high data rate asymmetric DSL) são algumas das suas variantes.

2004 ANACOM - Todos os direitos reservados.

voltar ao topo





 
 
Última actualização : 09.01.2007
 
 
 Copyright 2004 OPTIVISUS - Todos os direitos reservados.